Como economizar em Roma – Itália

Ano passado fiquei três dias rodando sozinha em Roma antes de ir para meu lugar preferido no mundo. Advinhem? Grécia claaaro 😀

IMG_2707.JPG
Basílica Di San Pietro – Vaticano ❤

Nas minhas andanças, vi preços e opções para todos os gostos e bolsos, e no geral não achei a cidade tão cara comparando com outras cidades européias (alow Paris).

IMG_2699.JPG
Restaurante italiano típico – Er Faciolaro

Como estou sempre viajando com pouca grana, compartilho aqui algumas dicas de como economizava por lá.

Hospedagem

Fiquei no Orsa Maggiore Hostel em Trastevere. Era um hostel somente para mulheres e custou 28 euros a noite num dormitório compartilhado. Super recomendo! Fiquei num quarto com mais 2 pessoas e o ambiente era muito organizado, limpo e seguro. A diária incluía um café da manhã básico e achei a localização ótima.

Transporte

Como falei, me hospedei em Trastevere, então fiz quase tudo a pé. Como só fiquei dois dias, caminhava o dia todo pelas ruas de Roma. Quando cansava, comprava um bilhete de ônibus (€1,50) que valia por 75 minutos.

IMG_2709.JPG
Um dos becos charmosos de Roma

A dica aqui é não sair comprando passes ou bilhetes que vai acabar não usando. Cidades como Roma, Paris, Budapeste tem que ser exploradas a pé. 😉

IMG_2719.JPG
Artista na Piazza Navona

Chegando 

Cheguei em Roma pelo Aeroporto Ciampino e peguei um “trem” + ônibus (€10) para chegar no Hostel. Como viajo muito sozinha e com pouca bagagem, raramente pego táxi, tento usar sempre o transporte público. Dependendo do lugar, a economia chega a €50.

Saindo

Depois de dois dias em Roma, fui para Corfu (aliás, paguei €25 nesse vôo, menos de R$100, então para de chorar e economiza pra viajar!!). 😉

Como sairia cedo, contratei o transfer indicado pelo Hostel para o trecho Trastevere x Aeroporto Ciampino e  adorei! O motorista Alessandro foi super simpático e pontual, o carro era uma Doblô e custou ‎€25 porque estava sozinha.

Para casais e grupos sai mais barato, só ir adicionando 8 por pessoa aos ‎€25 iniciais, saindo de qq bairro de Roma e para os dois aeroportos.

Contatos do Alessandro: Whats app: + 34 3395215877 | alessandro.proiettifco@gmail.com

Alimentação

Esse tópico é sempre polêmico, porque tem gente que viaja justamente para conhecer a culinária local, visitar restaurantes renomados ou típicos e prefere nem viajar se não puder comer bem. Acho super legal, mas comida é algo que pesa no orçamento de um viajante. 

No meu caso, prefiro viajar mesmo que não “possa” comer fora todos os dias. Para mim é prazeroso ir até o supermercado na Itália por exemplo, ver tudo que eles tem de diferente, provar novos sabores, frutas, doces etc. Não sou do tipo que vai comer pão com manteiga o dia todo para economizar, mas nada contra quem faz e gosta.

IMG_2712.JPG
Melhor sorvete da vida ❤

Procuro um meio termo: combinar economia e comidas locais/típicas. 

IMG_2687.JPG
Barraca de pastas italianas

Nessa viagem por ex, o café da manhã do Hostel era torrada, geleia, café, leite e suco. No primeiro dia, passei no mercado e comprei tudo que achei gostoso: morangos lindos, frutas cheirosas, castanhas, iogurte grego, presunto diferente, queijos, etc.

IMG_2684.JPG
Barraca de frutas
IMG_2686.JPG
Barraca de queijos

No dia seguinte, peguei um café com torrada e complementei com o que tinha comprado. Preparei lanches para levar na mochila e comer ao longo do dia caso não queira comer na rua. Sempre levo água e talheres de viagem também.

IMG_2713.JPG
Uma das várias fontes de água potável espalhadas pelas ruas de Roma

Para mim tem vários benefícios: economizo, como bem, na hora que quero, muitas vezes ganho tempo, não passo mal e provo o que muitos locais consomem. 😉

Compras

Costumo viajar somente com uma mala de mão, então passo (quase) direto quando o assunto é compras. Ok, talvez um vestidinho ou blusinha muuuito linda e baratinha (alow mulherada).

Para quem curte comprar mas também economizar, recomendo se informar sobre as feiras locais. Em Roma achei várias barraquinhas com roupa a partir de 1 euro :O em Trastevere . Aos domingos, tem também a famosa Porta Portese (tudo sobre ela aqui).

Ah, uma coisa que sempre compro é ímã de geladeira. Quando fiz meu primeiro mochilão pela Europa em 2010, minha mãe pediu um ímã de cada lugar que eu visitasse e assim começou minha coleção ❤

Espero que essas dicas ajudem vocês a economizar e assim poder viajar mais e mais.

🙂

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s